Blog

Segundo a coluna “Casos de Polícia”, do jornal “Extra”, a sentença saiu quase 4 anos depois da atriz ser denunciada por enriquecimento ilícito e improbidade administrativa. Sua mãe e irmãos, além da produtora Luz Produções Artísticas, que pertence à família, também terão que desembolsar R$ 446.455. A decisão cabe recurso. O inquérito começou com uma representação doSindicato dos Enfermeiros, que questionava a contratação de profissionais pela Fundação Escola do Serviço Público (Fesp). Com as investigações, identificou-se um esquema de fraude na qual sete órgãos do governo estadual contratavam a Fesp para a execução de projetos. Como não tinha condições para fazer os serviços, a Fesp subcontratava quatro ONGs. Ricardo Tindó Ribeiro Secco, pai de Deborah, era quem representava os interesses das ONGs. Na conta de Deborah teriam sido depositados cheques de R$ 77.191 e de R$ 81 mil. Para a Luz Produções, na qual a atriz é dona de 99% das ações, foram mais R$ 163.700. Seus irmãos, Ricardo e Bárbara, além dos seus pais, Silvia e Ricardo, também teriam recebido altas quantias. Mauro Roberto Gomes de Mattos, advogado de Deborah Secco, informou que vai recorrer da decisão judicial.

Fonte: Yahoo!

Comente